Caminhando na Serra dos Gaiteiros e do Louro

button

 

 

Serra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e PalmelaSerra dos Gaiteiros, Louro e Palmela

EVENTO: Caminhando na Serra dos Gaiteiros e do Louro

DATA DE REALIZAÇÃO: 28 de Abril 2018

DESCRIÇÃO DO EVENTO: 

Neste evento vamos caminhar na Serra dos Gaiteiros, com excelentes panorâmicas sobre o Estuário do Sado, percorremos caminhos e trilhos na crista da Serra e no regresso passaremos por diversos Moinhos da Serra do Louro e pelo Castro de Chibanes. Teremos ainda ocasião para percorrer alguns dos principais monumentos de Palmela, com destaque para o seu Castelo. Mais um evento a não perder!

Estes são alguns dos pontos fortes da nossa caminhada:

  • Castelo de Palmela;
  • Moinhos;
  • Antiga calçada romana;
  • Serra dos Gaiteiros;
  • Vale de Barris;
  • Serra do Louro;
  • Moinhos da Serra do Louro;
  • Castro de Chibanes;
  • Chafariz D. Maria I;
  • Paisagens naturais;

Serra dos Gaiteiros:

Considerada de Valor Geológico Relevante, no âmbito da Caracterização Geológica da Arrábida, esta serra desenvolveu-se sobre conglomerados muito espessos de facies semelhante à dos Conglomerados da Arrábida, que correspondem a um sistema de leques aluviais que bordejam o flanco norte da Serra da Arrábida, ligados à inversão de relevo entre o Mesozóico e o Cenozóico, sendo a única zona do país onde é possível conhecer a evolução do bordo este da Bacia Lusitaniana, em especial durante o Jurássico superior.

O seu porte é pouco superior ao de outras colinas de Setúbal, mas não se encontra dividida por cabeços. Tem de extensão 3Km. e forma uma única linha de relevo. Integra o Parque Natural da Serra da Arrábida, área de grande valor natural e paisagístico.

Castro de Chibanes:

O sítio fortificado de Chibanes localiza-se em uma área culminante da Serra do Louro, com extenso domínio visual, que atinge, para norte, o sistema estuarino do Tejo e, a sul, o rio Sado.

A superfície amuralhada durante a Pré e a Proto-história estima-se em cerca de 1 ha. A mais antiga ocupação remonta ao Calcolítico e Bronze antigo, entre 5000 e 3700 anos antes do Presente.

Abandonado no final do Horizonte Campaniforme (Bronze antigo), o local foi reocupado, graças às suas boas condições geoestratégicas, na II Idade do Ferro (sécs. III-II a. C.) e no período proto-romano, também designado por romano-republicano (sécs. II-I a. C.).

Chibanes comporta-se, assim, como um notável lugar da História, com elevadas potencialidades patrimoniais reveladas pelas escavações arqueológicas do Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal (MAEDS).

LOCAL E HORA DO ENCONTRO: Estacionamento do Castelo de Palmela
AV. DOS CAVALEIROS DE SANTIAGO E ESPADA

Latitude:  38°33’58.63″N
Longitude:     8°54’1.85″W

Mapa do local do Encontro: Seguir ligação
Castelo de Palmela, 2950-317 Palmela
Hora do Encontro: 9h30
Hora prevista para o final: 14h

Distância a percorrer: 12 kms

Nível de Dificuldade: 3+

Equipamento: Calçado e roupa adequada para caminhadas

Valor da inscrição: 6€  – Por transferência bancária para o IBAN: PT 50.0193.0000.1050.0933.5923.7 ou NIB: 0193.0000.1050.0933.5923.7- Destinatário: José Rodrigues

Inclui: Seguro de Acidentes Pessoais
Guias e Acompanhamento

Observações: Só as inscrições efectuadas até às 16h30 do dia anterior à data de realização do evento permitem a activação do Seguro de Acidentes Pessoais

 

Posted in Caminhadas, Eventos and tagged , .