maio, 2019

11mai8:3013:30Caminhando na Rota do Aqueduto das Águas Livres8:30 - 13:30 Rua das Amoreiras, junto ao Jardim das Amoreiras, Reservatório da Mãe d’ÁguaTipo de Evento:Caminhada

Hora

(Sábado) 8:30 - 13:30

Ponto de Encontro

Rua das Amoreiras, junto ao Jardim das Amoreiras, Reservatório da Mãe d’Água

Detalhes do Evento

Descrição do Evento

Neste evento dedicado ao Ciclo da Água em Lisboa propomos um Percurso que tem início no Jardim das Amoreiras, junto à entrada para o Reservatório da Mãe d´Água. Daí partiremos, seguindo, sempre que possível o troço do Aqueduto das Águas Livres, que iremos atravessar, assim como o Parque Florestal de Monsanto, rumo à Amadora, ponto onde terminará esta etapa, com uma visita ao Museu de Arqueologia, onde poderemos ver entre outras preciosidades, troço do antigo Aqueduto romano que tinha a sua origem na Barragem Romana de Belas. No final da etapa o retorno poderá ser feito utilizando a linha azul do metro, a partir da estação da Amadora.

Nota: Este evento inclui a Visita e Travessia do Aqueduto das Águas Livres

Aqueduto das Águas Livres:

Construído entre 1731 e 1799, por determinação régia, o Aqueduto das Águas Livres constituiu um vasto sistema de captação e transporte de água, por via gravítica. Classificado como Monumento Nacional desde 1910 é considerado uma obra notável da engenharia hidráulica.

A concretização desta obra implicou o recurso às nascentes de água das Águas Livres integradas na bacia hidrográfica da serra de Sintra, na zona de Belas, a noroeste de Lisboa.

O trajecto escolhido coincidia, em linhas gerais, com o percurso do antigo aqueduto romano. A sua construção só foi possível graças a um imposto denominado Real de Água, lançado sobre bens essenciais como o azeite, o vinho e a carne.

O sistema, que resistiu ao terramoto de 1755, é composto por:

  • Um troço principal, de 14 km de extensão, com início na Mãe de Água Velha, em Belas, e final no reservatório da Mãe de Água das Amoreiras, em Lisboa
  • Vários troços secundários destinados a transportar a água de cerca de 60 nascentes
  • Cinco galerias para abastecimento de cerca de 30 chafarizes da capital

No total, o sistema do Aqueduto das Águas Livres, dentro e fora de Lisboa, atingia cerca de 58 km de extensão em meados do século XIX, tendo as suas águas deixado de ser aproveitadas para consumo humano a partir da década de 60, do século XX.

A extraordinária arcaria do vale de Alcântara, numa extensão de 941m, é composta por 35 arcos, incluindo, entre estes, o maior arco em ogiva, em pedra, do mundo, com 65,29 m de altura e 28,86 m de largura.

Localização

Ponto do Encontro

Rua das Amoreiras, junto ao Jardim das Amoreiras, Reservatório da Mãe d’Água
Reservatório da Mãe d’Água – Rua das Amoreiras 10, 1250-020 Lisboa

Latitude: 38°43’17.85″N
Longitude: 9° 9’23.55″W

Hora do Encontro: 8h 30m
Hora prevista para o final: 13h30m

Ver no Google Maps

Faça Já A Sua Inscrição

Valor da Inscrição
10€ por pessoa

Nível +0
Dificuldade
0 km's
Distância
0 Horas
Duração

Linear
Circuito

Equipamento

Calçado e roupa adequada para caminhadas

Inclui:
Guia e acompanhamento
Seguro de acidentes pessoais
Seguro de responsabilidade civil

Observações: Só as inscrições efectuadas até às 16h30 do dia anterior à realização do evento permitem a activação do Seguro de Acidentes Pessoais

Termos e Condições

Formulário de Inscrição

Mais de 5 inscrições, solicitamos que preencha novamente o formulário com os restantes nomes.

Após enviar a inscrição receberá uma resposta automática com os dados para pagamento na sua caixa de e-mail. Muito Obrigado