fbpx

março, 2020

06mar15:0017:45Visita Guiada ao Museu da Maçonaria15:00 - 17:45 Largo Trindade CoelhoTipo Evento:Visita Guiada

Horário

(Sexta-feira) 15:00 - 17:45

Ponto de Encontro

Largo Trindade Coelho

Detalhes do Evento

Descrição do Evento

Neste evento vamos ficar a conhecer “por dentro” o mundo da Maçonaria, através de uma visita guiada ao Museu Maçónico Português.

Museu Maçónico Português:

Sabe como são as salas de reuniões dos maçons? Para que servem os pilares no centro? A função dos mosaicos no chão? Se não sabe, vá ao Grande Oriente Lusitano. A maçonaria portuguesa, vista pelo cidadão comum como uma entidade cheia de formalismo, estranhos rituais e secretismo, sem restrições o seu Museu Maçónico Português, criado na sede de Lisboa.

A sede é no Grande Oriente Lusitano, que é a segunda “obediência” (ou estrutura de lojas maçónicas) mais antiga da Europa, que comemorou 200 anos em 2002. Fechado desde Dezembro de 2004, o museu reabriu com uma apresentação diferente: “Antes estava muito mais virado para dentro e agora está mais virado para fora”. A aposta, agora, após cinco meses de remodelações e reestruturação da exposição permanente, é o grande público. Até ao ano passado, as visitas eram limitadas a estudantes, historiadores e outros que tivessem um interesse histórico no espólio exposto, e era necessário fazer marcações prévias – em 2004 houve mil visitantes.

Nas duas novas salas de exposição, há o núcleo de exposição permanente e o espaço para as exposições temporárias. A primeira sala expõe peças individuais que maçons usavam nos seus rituais maçónicos e objectos utilizados pelas lojas entre os séculos XVIII e XX, como o desenho da organização da reunião de maçons na qual se discutiu a implantação da república, emprestado pela Fundação Mário Soares.

A exposição temporária, a primeira do “novo” museu, chama-se António Augusto Louro – Maçon há Cem Anos, e apresenta este maçon e a actividade da maçonaria na margem sul do Tejo entre 1904 e 1916, e na zona de Alcanena e Torres Novas entre 1908 e os anos 20. O painel de abertura tem um princípio maçónico: “Não é preciso ser-se maçon para se ser útil à humanidade, mas todo o maçon é útil à humanidade.” Até 1910, a maior “utilidade” da maçonaria era, diz António Lopes, o ensino nas escolas primárias. Depois, explica o maçon, “passou para os direitos e deveres de cidadania, interesse que vem até aos dias de hoje”.

Localização

Ponto do Encontro

Largo Trindade Coelho (Junto ao Quiosque de S. Roque)
1200-470 Lisboa – Portugal

Latitude: 38°42’47.20″N
Longitude: 9° 8’35.31″W

Hora do Encontro: 15h
Hora prevista para o final: 17h45

Ver no Google Maps

Características do Percurso e Equipamento

Nível 0
Dificuldade
Km's 0
Distância
0 Horas
Duração

Circular
Circuito

Equipamento

Calçado e roupa adequada para o evento

RESERVA

EVENTO FECHADO


FAÇA JÁ A SUA INSCRIÇÃO

10€ por pessoa

Inclui:
• Guia e acompanhamento
• Seguro de acidentes pessoais
• Seguro de responsabilidade civil

Não Inclui:
• Todos os itens não mencionados.

Observações:
• Só as inscrições efectuadas até às 16h30 do dia anterior à realização do evento permitem a activação do Seguro de Acidentes Pessoais.
• AS VAGAS SERÃO PREENCHIDAS DE ACORDO COM O ENVIO DO COMPROVATIVO DE PAGAMENTO

Formulário de Inscrição

Go to Top