março, 2019

17mar9:5014:00Caminhando com Flamingos9:50 - 14:00 À entrada das Salinas do SamoucoTipo de Evento:Caminhada,Visita Guiada

Hora

(Domingo) 9:50 - 14:00

Ponto de Encontro

À entrada das Salinas do Samouco

Detalhes do Evento

Descrição do Evento

Neste evento iremos ter uma caminhada com uma extensão aproximada de 8 kms, em que se encontra inserida uma Visita Guiada pelas Salinas do Samouco, com destaque para a identificação de flora e fauna em especial das inúmeras aves que habitam toda esta área, ficaremos ainda a conhecer a cultura e história ligadas à actividade salineira.

Salinas do Samouco:

O complexo de salinas, como o nome indica é formado por várias salinas e os seus respectivos tanques, que vão diminuindo de tamanho à medida que se caminha para o interior aumentando também a complexidade do rendilhado dos acessos. Para além de tanques, existe um intrincado sistema de valas, que abastecem os tanques com a água proveniente do rio. O abandono e degradação de algumas salinas proporcionou a invasão de vegetação alófita, que se encontra sujeita às marés, dando origem a manchas de sapal.

No espaço dos seus 360 ha que compreendem o complexo de Salinas do Samouco, foram detectadas até à presente data 170 espécies de aves. Para além disso podem ainda ser apreciados alguns burros mirandeses, com um espaço próprio dentro da reserva.

As salinas são estruturas que sofrem grande erosão necessitando de manutenção regular, que consiste na  conservação dos muros de protecção e divisórias das salinas, limpeza de valas e esteiros e preservação das comportas. A gestão permite que este salgado seja um dos mais ricos em aves aquáticas de todo o estuário de Tejo e ao mesmo tempo possibilita o desenvolvimento de algumas actividades económicas associadas às salinas.

As salinas do Tejo foram as maiores produtoras de sal do país, mas actualmente apenas duas produzem sal e ambas no salgado do Samouco, a salina semi-mecanizada do Brito e a salina do Canto que produz sal de forma tradicional. Na salina do Canto, é produzido sal traçado, sal grosso e flor-de-sal, estes produtos podem ser adquiridos na recepção da Fundação.

Em alguns viveiros destas salinas, reservatórios de água, o nível de água permite que se desenvolvam algumas espécies de peixes de valor comercial, como a enguia, o robalo, a dourada e o linguado e ainda um pequeno camarão muito procurado, a camarinha.

Os muros das salinas, desde sempre foram utilizados como locais para a produção de hortícola, como forma de sustento suplementar dos marnoteiros. Nas salinas do Samouco encontram-se em alguns muros produtos hortícolas e forragens produzidos em regime biológico e  ainda, um pomar . Os visitantes podem adquirir alguns produtos da horta e do pomar durante a época da colheita.

Nas salinas do Samouco, o salgado é gerido para que possa ser utilizado pelo maior número de aves aquáticas. Para isso é fundamental controlar os níveis de água adequados à avifauna, suster o avanço da vegetação invasiva e manter locais propícios ao repouso e à nidificação das aves aquáticas.

Localização

Ponto do Encontro

À entrada das Salinas do Samouco
Complexo das salinas do Samouco 2890-532 Alcochete

Latitude:  38°44’36.77″N
Longitude:  8°58’52.79″W

Hora do Encontro: 9h50
Hora prevista para o final: 14h

Ver no Google Maps

Faça Já A Sua Inscrição

Valor da Inscrição
12€ por pessoa

Nível 0
Dificuldade
0 km's
Distância
0 Horas
Duração

Circular
Circuito

Equipamento

Calçado e roupa adequada para caminhadas

Inclui:
Guia e acompanhamento
Seguro de acidentes pessoais
Seguro de responsabilidade civil

Observações: Só as inscrições efectuadas até às 16h30 do dia anterior à realização do evento permitem a activação do Seguro de Acidentes Pessoais

Termos e Condições

Formulário de Inscrição

Mais de 5 inscrições, solicitamos que preencha novamente o formulário com os restantes nomes.
Faça upload da confirmação de pagamento ou envie por email para inscricoes@caminhando.pt