fbpx

maio, 2023

20mai9:3014:15Caminhando da Serra da Vila ao Castro do Zambujal9:30 - 14:15 Rua Villenave D' Ornon, 2560-683 Torres VedrasTipo Evento:Caminhada EVENTONovo

Horário

(Sábado) 9:30 - 14:15

Ponto de Encontro

Rua Villenave D' Ornon, 2560-683 Torres Vedras

Detalhes do Evento

Descrição do Evento

Esta proposta de Caminhada tem inicio no parque de estacionamento do Parque Verde da Várzea, em Torres Vedras e a partir daí iniciamos o nosso percurso que nos leva pelos arredores da cidade, por caminhos rurais e trilhos com grandes panorâmicas de toda a zona envolvente. O percurso, muitas vezes entre extensos vinhedos inclui passagem no Castro do Zambujal, Serra da Vila, Sanatório do Barro, Nossa Senhora da Pena e Tholos do Barro. Mais um evento a não perder!

Castro do Zambujal:

Descoberto nos anos 30, pelo arqueólogo Leonel Trindade, o Castro de Zambujal, no Concelho de Torres Vedras, é um dos principais povoados fortificados da Península Ibérica e um dos maiores do calcolítico, na Europa Ocidental, que terá sido habitado entre o primeiro e terceiro milénio a.C.

O povoado está implantada num planalto, sobre a Ribeira de Pedrulhos, um afluente do rio Sizandro, numa zona que era navegável e facilitava o comércio, que parece estar ligado às indústrias de transformação do sílex, fundição de cobre, tecelagem e produção de cerâmica.

As informações disponíveis permitem ainda pensar que estes povos criavam, gado ovino e caprino, que não tendo uma grande importância na sua alimentação, seriam mais relevantes na produção de leite e na obtenção de lã. Mas a pesca e recolha de moluscos, já parecem ter um lugar importante na alimentação destes povos.

Ao longo dos últimos anos, têm sido realizadas diversas campanhas de escavação, lideradas pelo Instituto Arqueológico Alemão, com equipas formadas por portugueses, belgas, holandeses, espanhóis e alemães.

Tholos do Barro:

O Tholos do Barro é um sepulcro coletivo, do III.º milénio a. C., descoberto no início de 1909 pelo eminente arqueólogo francês Paul Bovier-Lapierre. As primeiras escavações arqueológicas realizadas nesse local tiveram lugar logo em 1909, sob o patrocínio do Museu Etnológico Português e a direção de Félix Alves Pereira, e com a colaboração de Paul Bovier-Lapierre e Eugénio Jalhay, então residentes no Colégio do Barro. Os trabalhos na altura realizados identificaram um sepulcro coletivo, do tipo tholos, formado por uma câmara circular, com cerca de 6 m de diâmetro e teto em falsa cúpula, cujo acesso era feito por um corredor, com uma extensão aproximada de 4 m, na altura ainda fechado pela laje original. A entrada do corredor, orientada a sul, sobressaía de um tumulus de terra que cobria originalmente o tholos, com cerca de 13 m de diâmetro. De realçar que o Tholos do Barro é o maior e mais bem conservado sepulcro de falsa cúpula do país.

Alguns dos pontos de interesse da caminhada

• Parque verde da Várzea • Serra da Pena • Sanatório do Barro • Estátua de N. Senhora da Pena  • Tholos do Barro • Serra da Vila • Castro do Zambujal • Paisagens naturais •

Localização

Ponto do Encontro

Parque Verde da Várzea
Rua Villenave D’ Ornon,
2560-683 Torres Vedras

Latitude: 39° 5’17.86″N
Longitude: 9°15’45.77″W

Hora de Partida: 9h30
Hora prevista para o final: 14h15

Ver no Google Maps

Características do Percurso e Equipamento

Nível 0
Dificuldade
0 km's
Distância
0 Horas
Duração

Circular
Circuito

Equipamento

Calçado e roupa adequada para caminhadas

RESERVA


FAÇA JÁ A SUA INSCRIÇÃO

8€ por pessoa

Inclui:
• Guia e acompanhamento
• Seguro de acidentes pessoais
• Seguro de responsabilidade civil

Não Inclui:
• Todos os itens não mencionados.

Observações:
• Só as inscrições efectuadas até às 16h30 do dia anterior à realização do evento permitem a activação do Seguro de Acidentes Pessoais.
• AS VAGAS SERÃO PREENCHIDAS DE ACORDO COM O ENVIO DO COMPROVATIVO DE PAGAMENTO

Formulário de Inscrição

Go to Top